fr

fr

Activités

Primeira Conferência Internacional para a Inclusão Social acontece em Cabo Verde

Associação Colmeia Organiza em parceria com a OMS e parceiros, a primeira conferência Internacional para a Inclusão Social na Assembleia Nacional na Praia de 29 a 31 de Novembro, cujo lema é “A deficiência no centro da atenção”.

A primeira conferência internacional sobre a Inclusão foi organizada pela Associação colmeia durante três dias na cidade da Praia, na Asssembleia Nacional. Vários painéis foram apresentados e debatidos durante os dias 29, 30 e 31 de Novembro. http://proadiph.org/IMG/docx/foto_colmeia.docx
A abertura da conferência foi feita pelo Presidente da Assembleia Nacional, Dr. Jorge Santos que destacou a necessidade de proteger os mais vulneráveis, “… para continuar a desenvolver o nosso país de forma equilibrada eliminando as assimetrias regionais, temos que ser capazes de proteger os mais vulneráveis, garantir as condições decentes de vida e de desenvolvimento das suas capacidades” Cita. Salienta ainda que é preciso integrar todos e promover a igualdade, mas que essa tarefa é de responsabilidade de todos.
Já o presidente da FECAD (Federação das Associações de Pessoas com Deficiência) Sr. António Pedro Melo salienta que é preciso menos conversas e mais acções em prol das pessoas com deficiência no país.
A presidente da Colmeia, Dra Isabel Moniz por sua vez disse que não tem dúvidas quanto aos resultados que esta associação espera desta conferência. Sendo assim, cita “Nós precisamos em Cabo Verde de uma legislação adequada e concertada, mas nós precisamos de uma estruturas a nível da saúde, da educação que trabalhem com acessibilidade, ou seja, que a inclusão não seja só um nome, mas que ela seja implementada”. Destaca ainda a necessidade de haver respostas às pessoas com deficiência com fracos recursos, principalmente aquelas que vivem no interior da ilha de Santiago e aquelas que estão nas ilhas que não têm condições de pagar as consultas de reabilitação e que ainda não são comparticipadas com os serviços de protecção social. Diz ainda que pretende com a conferência “discutir as áreas transversais e políticas públicas viradas para a deficiência para que no fim possamos sair com linhas orientadoras e uma agenda que nos permitirá trabalhar nas respostas que Cabo Verde possa vir a dar.”
Na conferência participaram vários especialistas da área da deficiência que trabalham nas universidades portuguesas e dos especialistas e técnicos cabo-verdianos.

Adelsa Tavares
27/11/18

Recherche sur


Bulletin

Abonnez-vous à notre newsletter et recevez par e-mail l'actualité