fr

fr

Activités

Praia da Prainha adaptada para pessoas com mobilidade reduzida recebe primeiro banho inclusivo

A associação ACARINHAR em parceria com os voluntários da Associação Portuguesa SER+ Dar+ Terapeutas Sem Fronteiras e com a colaboração dos nadadores salvadores proporcionaram o primeiro banho inclusivo com recurso a equipamentos adequados às pessoas com deficiência e idosos. http://proadiph.org/IMG/docx/foto.docx
Antes do primeiro banho inclusivo, foi realizado um seminário com o propósito de preparar os nadadores-salvadores no sentido de melhor ajudarem as pessoas a banharem-se no mar.
Segundo a presidente dessa Associação, Dra. Teresa Mascarenhas, este “É um projeto abrangente que abarca todas as deficiências e todas as pessoas que não têm deficiência, mas que estão com mobilidade reduzida, nomeadamente da terceira idade. Nós, neste momento, queremos somente alertar para esta importância de continuar a trabalhar com as instituições para juntos continuarmos esse projeto”.
Salienta ainda que a ambição é tornar a Prainha, numa praia sem barreiras e 100% acessível, isto é, continuar o trabalho realizado para que as pessoas que muitas vezes são marginalizadas na sociedade possam também ser inseridas.
Segundo esta presidente, há na Prainha, exemplo de uma empresa que tem estado a trabalhar nesta área e que tem feito algumas adaptações para que, na verdade, possamos ter uma praia acessível para todos. Frisa ainda a necessidade de ter uma casa de banho também adequado para pessoas com deficiência, ter espaço de repouso e descanso para este público.
Para Filinto Rodrigues, uma das primeiras pessoas com deficiência a entrar no mar, trata-se de uma “excelente iniciativa” e que acaba por proporcionar momento de lazer às pessoas que sentem dificuldades em locomover.

O projeto é para continuar e vai ser levado para todos os municípios, disse Teresa Mascarenhas, que apela à adesão das Câmaras Municipais no sentido de criarem praias 100% acessíveis e inclusivas.
O projeto “Praia Acessível”, em que a inclusão depende de todos os cidadãos em Cabo Verde, inclui a implementação de rampas de acesso às praias de mar para apoiar as pessoas que vivem com necessidades especiais, visando a sua inclusão nas cidades e a observância do direito ao lazer.

Adelsa Tavares Cabo Verde

Recherche sur


Bulletin

Abonnez-vous à notre newsletter et recevez par e-mail l'actualité